Faltam...

Daisypath Happy Birthday tickers

30 maio 2010

Prince of Persia


Ontem foi dia de programa a dois (e 1/2). Almoçamos fora, e depois fomos ao cinema ver o Prince of Persia - The Sands of Time. Gostei bastante, não me decepcionou em nada, o que é um feito pois tinha bastantes expectativas. O G. jogou o jogo na PS2 e tinha curiosidade em saber como o iriam adaptar. Achei muito interessante a transformação do Jake Gyllenhaal de "pãozinho sem sal" num "pão com manteiga".

Para quem gosta de acção, humor (o Sheik Amar, a personagem do Alfred Molina está fantástica), e um bocadinho de romance é filme para uma tarde bem passada.

(Ah! Também gostei da música da Alanis Morissette, "I Remain")

20 maio 2010

Franquias há muitas!!!

Ontem reclamaram comigo por causa do nome deste blog. Andaram à procura dele e não o encontraram numa profusão de "franquias" que o Google dá quando colocado para pesquisa.
"Devias ter dado um nome mais estranho", disseram-me. "Assim não dá para o encontrar!"

A culpa, sejamos honestos, não é só do nome. Sim, Franquia é muito utilizado na net, mas a principal "culpada" é a sua falta de qualidade. Ninguém quer ler isto. Às vezes nem eu própria!!!! Como tal, ninguém o procura, como tal o Franquia vai para o fundo da lista do google.

Conclusão: o nome não ajuda, mas a falta de jeito da autora ainda ajuda menos!!!!!!!! Tenho que evoluir....

19 maio 2010

Ter e querer mais....

No outro dia estive a arrumar o meu calçado. A coloca-lo nas caixas, a fotografar para identificar as mesmas (sim, é de quem não tem mais nada do que fazer LOL) e arrumar. Para terem uma noção, o G. precisa de uma prateleira (embora tenha duas) e ainda sobra espaço e já acha que tem calçado a mais. Eu tenho 4 prateleiras cheias, entre botas, sapatos e sandálias. Tacões altos, médios, de cunha, rasos, há de tudo.

Tenho noção de que alguns dos que estão guardados só não foram embora porque eu tenho dificuldades em deitar coisas fora. Tenho que pedir ajuda a alguém com bom gosto e implacável para limpar as prateleiras. :) Enquanto isso não acontece, não tenho coragem de comprar mais, embora vontade não falta. Sempre que passo por uma sapataria (a última foi a do el corte inglés) não resisto a olhar com atenção os sapatos expostos.No domingo ainda experimentei umas sandálias, mas... lembrei-me da visão das minha prateleiras e resisti. Mas custou. Até quando resistirei?

17 maio 2010

3 anos

O dia 17 de Maio de 2007 foi o dia mais feliz da minha vida. Tal como hoje estava um dia lindo e quente. A única diferença que eu hoje desfruto-o de uma forma muito mais activa. :)

PARABÉNS A.



13 maio 2010

Livros e leituras


Tenho-me dedicado à leitura o mais que posso. Estive demasiado tempo afastada dos meus queridos livros e agora estou a tentar compensar o tempo perdido. Quem me conhece sabe que se gosto da história, simplesmente só páro quando não posso mesmo continuar. Neste momento ando numa de romances com uma pitada de história, uma boa dose de sedução, um pouco de humor e muito romance, claro.

O que terminei ontem foi o "Amante de Sonho" (Sherrilyn Kenyon). Este livro vinha num pack, por isso não se pode dizer que fui eu que o escolhi. Mas comecei a ler e gostei. Bastante. Principalmente do que o torna diferente: a mistura de deuses da mitologia grega com humanos, bem feita, com humor e malandrice. Quando terminar os que tenho, vou ler mais desta autora (apesar do nome dela LOL). Decididamente vou... Muito provavelmente este: "Prazer da noite" que pelos vistos é o antecessor do que já li.

10 maio 2010

Fim-de-semana muito amigável

Foi um fim-de-semana com a nossa casa cheia de pessoas e boa disposição.
No sábado estivemos com amigos de longa data, que já não vinham a nossa casa há muito, muito tempo. Dei por mim a pensar que há demasiado tempo.
Foi bom recebe-los na casa nova, ter espaço para estarmos bem, para nos divertirmos, para brincarmos, para o JTS e o JS mexerem nos botões todos (LOL), para convivermos, enfim. Foi realmente um almoço e uma tarde bem passada, com o tempo a voar. Foi tão bom que já estou a imaginar uma sessão de "cinema" e de pipocas para o próximo mês. :)

À noite, jantar de família. As pessoas habituais, as conversas do costume e, como sempre, uma noite bem passada.

Domingo, almoço com os compadres e afilhado. Foi pouco tempo, mas foi óptimo estar com eles. Agora que moramos perto, não há motivos para não nos encontrarmos mais vezes (a não ser a falta de tempo). Aproveitei para dar a primeira prenda à minha futura "sobrinha", claro.

Foi um fim-de-semana em cheio! Só foi pena o tempo estar cinzento... mas nem isso ensombrou a nossa boa disposição.

A moda das calças em baixo

06 maio 2010

Mãe a tempo inteiro

Na revista Super Bebés, o tema principal da capa é "Mãe a tempo inteiro - conheça os prós e os contras". O tema chamou-me à atenção porque é algo que me tem deixado pensativa e realmente a medir os prós e os contras. Se há uns anos atrás nem sequer consideraria essa hipótese, neste momento estou a ver para que lado pesa a "balança".

Há que considerar o lado financeiro, claro, mas também "pesos" como "Será que seria melhor para a minha família?". - Ia perder algumas comodidades - ter alguém que me passe a roupa a ferro é uma delas - mas ia ganhar outras - poder estar mais tempo com "eles", por exemplo, entre muitas coisas.

A questão que mais me ocupa a cabeça é: "será que eu ia aguentar?". Estou habituada ao ritmo de mulher trabalhadora e embora tenha noção de que às vezes ando com demasiado stress e me é muito complicado gerir a vida pessoal, familiar e profissional, será que eu ia conseguir ser uma dona de casa a 100% sem desesperar?

Considerei a hipótese de trabalhar em casa e cheguei á conclusão que não! Penso que teria o pior dos dois mundos: stress e falta de tempo conjuntamente com falta de convívio com colegas. Também considerei um emprego a part-time, mas onde é que eu arranjo disso sem ser precário e com horários que coincidam com os horários do resto da família? Às vezes penso que realmente um part-time era o ideal.

Claro que enquanto não me decido continuo a trabalhar que a época não está para brincadeiras. Mas a ideia continua cá.

05 maio 2010

Fera Radical

E de repente lembro-me muito nitidamente de uma telenovela que passava à hora do almoço no final dos anos 80: Fera Radical. Gostei muito. Gostava de ver novamente, confesso, mesmo agora que não acho piada a nenhuma e por isso não vejo.

02 maio 2010