Faltam...

Daisypath Happy Birthday tickers

31 outubro 2012

Gerard Butler

Gerard Butler

Acho-o muito sexy. Adorei-o em "O Fantasma da Ópera". Fui gostando de o ver em vários filmes. Mas "apaixonei-me" foi mesmo pelo sotaque!

30 outubro 2012

Também não poderia deixar de partilhar esta, que adoro:

    Senhor: Fazei de mim um instrumento de vossa Paz.
    Onde houver Ódio, que eu leve o Amor,
    Onde houver Ofensa, que eu leve o Perdão.
    Onde houver Discórdia, que eu leve a União.
    Onde houver Dúvida, que eu leve a Fé.
    Onde houver Erro, que eu leve a Verdade.
    Onde houver Desespero, que eu leve a Esperança.
    Onde houver Tristeza, que eu leve a Alegria.
    Onde houver Trevas, que eu leve a Luz!

    Ó Mestre,
        fazei que eu procure mais:
        consolar, que ser consolado;
        compreender, que ser compreendido;
        amar, que ser amado.
        Pois é dando, que se recebe.
        Perdoando, que se é perdoado e
        é morrendo, que se vive para a vida eterna!

    Amém

(Frase de origem anónima, geralmente atribuída a São Francisco)

O amor é sempre paciente e generoso

Tinha-me esquecido como gosto deste texto:

O amor é sempre paciente e generoso, nunca é invejoso;
O amor nunca é prepotente nem orgulhoso;
Não é rude nem egoísta;
Não se ofende nem se recente do mal;
Não se alegra do pecado alheio;
Mas se regozija com a verdade;
E tudo perdoa, tudo crê, tudo espera e tudo tolera.


Não sei quem o autor...

Somos os primeiros

Ontem li no Expresso que duas portuguesas inventaram o conceito de "alta pornografia" a nível de obras literárias: uma freira (sim, uma freira!) que escreveu umas cartas quentes ao seu ex-amante e uma dama que escreveu um livro, pelo que dizem os seus contemporâneos, muito à frente do seu tempo.
Até nesta área somos os primeiros!

28 outubro 2012

18 outubro 2012

Grey e Harlequim

Li este texto e não resisti a coloca-lo aqui:

Esta vaga Greyiana está a aborrecer-me.
Confesso, estou do lado dos romances Harlequin, quer dizer, andaram eles a dedicar décadas (!) a construir argumentos de romance, traição, aventura e luxúria, para agora virem as 50 Sombras de Grey arrecadar mais dinheiro que eles alguma vez conseguiram fazer?
Acho mal.
"Livros" como:



 
...jamais deverão ser esquecidos!
 
Livros honestos, what you see is what you get, que estão agora guardados nos fundos recônditos de baús, quais brinquedos com os quais os miúdos não querem mais brincar, mas, mesmo assim, se recusam a dar aos mais necessitados.
Para além de terem conseguido editar volumes com todas as combinações possíveis com as palavras "paixão", "desejo" ou "luxúria", conseguiram cronstruir verdadeiros modelos comportamentais a seguir pelos homens desse mundo e proporcionaram horas e horas de companhia para mulheres, mais ou menos solitárias, cujo único desejo era ter, naquele preciso momento, um macho viril que a fizesse fazer o pino num fardo de palha e ficasse em conchinha, após horas de conversação.
 
A meu ver deveria ser criado um movimento:
Sai à rua com o teu Harlequin! Devolvam o Mommy porn às origens!

Retirado de:
Crónicas Rosa Cuequinha: Conclusões a que uma pessoa chega.

17 outubro 2012

Parabéns...

A MIM! :)
eheheh

16 outubro 2012

Being

Retirado do Shiuuuu

Ministério confirma ilegalidades e vai repetir concursos em ofertas de escola - Educação - PUBLICO.PT

Ministério confirma ilegalidades e vai repetir concursos em ofertas de escola - Educação - PUBLICO.PT

O Ministério da Educação e Ciência (MEC) confirmou nesta segunda-feira que foram detectadas ilegalidades em concursos de colocação de professores seleccionados através das ofertas de escola. Nesses casos, que não quantifica, os concursos serão repetidos e os contratos com os professores anulados, a não ser que aqueles se candidatem e sejam de novo seleccionados.

A oferta de escola é um concurso local que decorreu paralelamente ao concurso nacional para colocação de professores, cujos resultados foram conhecidos no fim de Agosto. Nos casos em que ficaram vagas por preencher, as direcções das escolas com autonomia e em Território Educativo de Intervenção Prioritária (TEIP) começaram, logo no início de Setembro, a entrevistar os professores candidatos a ocupá-las através de contratações de escola.

Este ano o processo de selecção teve novas regras que limitaram a liberdade de escolha dos directores. Estes vinham sendo acusados nos últimos anos de definirem critérios demasiado específicos e dirigidos a determinadas pessoas da sua preferência.

Agora, as direcções passaram a ter de fazer a selecção com base na ponderação da graduação profissional dos candidatos (com um peso de 50%) com os subcritérios definidos pela escola (que vale os outros 50%). Isso não impediu, contudo, que se multiplicassem as denúncias de directores que alegadamente continuaram a condicionar o concurso, colocando entre os subcritérios factores muito específicos, como ter dado aulas naquele exacto estabelecimento de ensino, ter trabalhado numa escola TEIP e ter dado aulas a alunos de língua estrangeira.

Isto estaria a fazer, alegaram os queixosos, com que candidatos com uma graduação mais alta fossem ultrapassados pelos poucos que preenchiam os restantes requisitos.

Na sequência das denúncias, o MEC pôs a Inspecção-Geral da Educação e Ciência no terreno e hoje, mais de um mês após o início das aulas, confirmou que na sequência das averiguações desenvolvidas "foram verificadas em algumas escolas incorrecções na aplicação do quadro legal em vigor”.

Através do gabinete de imprensa, o MEC adianta que “para assegurar que não há qualquer interrupção das actividades lectivas dos alunos, os contratos em causa só serão anulados no momento da entrada do novo docente”. Isto se houver novo docente, ou seja, “se da repetição dos procedimentos do concurso resultar na selecção de outro candidato”, já que aqueles que actualmente ocupam o lugar podem voltar a candidatar-se.

O MEC esclarece ainda que “será acautelada a contagem do tempo de serviço e a remuneração já recebida” pelos docentes que neste momento ocupam aqueles lugares. Estes poderão regressar à reserva de recrutamento, caso tenham concorrido ao concurso para a satisfação das necessidades temporárias”, afirma. O ministério não adianta se as direcções das escolas serão penalizadas.

10 outubro 2012

A sério?!

Homem morreu após vencer concurso a comer baratas e vermes.
Porquê? O primeiro prémio era uma cobra pitão... e porque devia ser doido!
Podem ler aqui o resto da notícia.

09 outubro 2012

Skyfall

A música de abertura do novo filme de James Bond "escapou-se" pela net... no dia seguinte a Adele confirmou a cantor confirmou a sua participação no filme.
Pelo que fui lendo, a música Skyfall  - com o mesmo nome do filme - foi calorosamente recebida pelos fãs de Bond e de Adele.
A música é comparada a temas clássicos de Shirley Bassey da saga Bond, remontando ao som vintage orquestral dos 007 anteriores e arranca com Adele a cantar suavemente sobre um piano até construir um refrão poderoso.
E aqui está ela:

video

04 outubro 2012

Nunca tinha pensado nisto

É engraçado como certas situações (ou relações) só fazem sentido quando acontecem. Até lá nunca teríamos juntado 2+2 e perceber como "é mesmo aquilo"!

03 outubro 2012

As verdades são para serem ditas (ou não)

"Ha pessoas que se foram tao boas a mamar no parceiro como a mamar do Estado, devem fazer o tipo mesmo feliz"

(autoria do DCP)