Faltam...

Daisypath Happy Birthday tickers

18 abril 2009

Mamma Mia!

Estou doente há uma semana. Já estou bem melhor, caso contrário não estaria a escrever no computador. Mas não é isso que quero partilhar.

Há muito que queria ver o filme Mamma Mia. O G., há algum tempo atrás, comprou-me o filme, mas mesmo assim não o conseguia ver. O trabalho não me deixava muito tempo livre, quando tinha algum para ver alguma coisa na televisão, optamos por ver algo que o G. também gostasse, e por isso fui adiando, adiando. Até que fiquei doente. sem nada para fazer, sem grande vontade de me mexer. Por isso vi o filme. Gostei. Hoje vi-o novamente. Gostei ainda mais. Vi pormenores que não me tinha apercebido. Talvez por ser a segunda vez, talvez porque da outra a febre estava alta e por isso a minha capacidade de concentração estava baixa. Seja como for...

Dei comigo a pensar que eu devia desistir de ver filmes, séries e até mesmo de ler livros quando me sinto mais em baixo. Faz-me pensar que a minha vida é o menos excitante possível. Atenção, não estou a dizer que não é uma vida feliz. Disso não me queixo. "Nopes". Simplesmente, quando eu era adolescente, sempre imaginei que quando saísse debaixo das saias da mãe fazer mil e uma coisas, ia ser de um determinada forma, ter atingido determinados objectivos. Os filmes e os livros, quando estou em baixo, fazem-me pensar apenas no que não tenho, fazem-me lembrar desses pensamentos juvenis. Obvio que se estivesse a 100% psicologicamente, lembrar-me-ia do que atingi, do que sou, do que tenho, da boa vida que tenho. Como não estou, penso apenas em como este ano a minha vida foi (praticamente) uma monotonia sem fim.

Enfim, apesar destes pensamentos idiotas - mas apesar de tudo, normais, "digo eu na minha inocência" - admito: gostei do filme. Ri-me com algumas cenas, cantei em pensamento (a minha garganta ainda não mo permite), dancei sentadinha no sofá, e fez-me conhecer musicas que desconhecia.

Mamma mia, here i go again... :)

10 abril 2009

Feliz Páscoa