Faltam...

Daisypath Happy Birthday tickers

30 dezembro 2005

Momentos musicais

O meu humor varia com as músicas que ouço em vez de, e esta seria a atitude sensata, ouvir as musicas que estejam de acordo com o meu humor. Isto acontece principalmente se eu estiver sozinha em casa - como é o caso.

Existem aquelas músicas que fazem todo o sentido e aquelas que não deviam fazer, mas fazem mais sentido do que todas as outras. Não se é defeito ou feitio, mas a verdade é que me identifico com as letras de muitas músicas ou, pelo menos, de parte delas. Talvez seja por isso que a música me afecta tanto.

E depois existem aquelas que eu ouço e ouço e ouço até à exaustão, simplesmente porque sou masoquista! (LOL)
Agora a sério, ouço-as vezes sem conta porque me afectam de uma forma que as outras não o fazem: ou me dão vontade de dançar como uma maluca pela casa (Black Velvet da Alannah Myles é uma delas) - e essas alturas dou mesmo graças aos céus pela existência de cortinas - ou me fazem chorar como se eu fosse a mulher mais infeliz do mundo...

Sou uma mimada? Sim! Doida? Q.B. Aliás, julgo que estas duas características - juntamente com uma boa dose de malandrice - são as que melhor me definem! :) Quem me conhece, que me julgue! :)

Bom ano de 2006!!!

26 dezembro 2005

Poemeto Erótico...

O Dr. M.A. teve a amabilidade de distribuir poemas para cada um de nós... a mim calhou-me este "Poemeto Erótico" de Manoel Bandeira:

"Teu corpo é tudo o que brilha
Teu corpo é tudo o que cheira
Rosa, flor de laranjeira
Teu corpo, claro e perfeito
Teu corpo de maravilha
Quero possui-lo no leito estreito da redondilha
Teu corpo, branco e macio
É como um véu de noivado.
Teu corpo é pomo doirado,
Rosal queimado de estio
Desfalecido em perfume
Teu corpo é a brasa do lume
Teu corpo é chama
E flameja como à tarde os horizontes
É puro como nas fontes a água clara que serpeja,
Que em cantigas se derrama,
Volúpia da água e da chama
Teu corpo é tudo o que brilha,
Teu corpo é tudo o que cheira.
A todo momento o vejo Teu corpo,
A única ilha no oceano do meu desejo.
Que não seja preciso mais do que uma simples alegria
Para me fazer aquietar o espírito.
E que o teu silêncio me fale cada vez mais
Porque metade de mim é abrigo
Mas a outra metade é cansaço
Que a arte nos aponte uma resposta
Mesmo que ela não saiba
E que ninguém a tente complicar
Porque é preciso simplicidade para fazê-la florescer
Porque metade de mim é a platéia
E a outra metade é canção
E que a minha loucura seja perdoada
Porque metade de mim é amor
E a outra metade...também."


Lindo, não é? :)

23 dezembro 2005

Jantares de Natal

Para quem ainda não fez o jantar de Natal da empresa, o das amigas ou dos amigos, tem hoje a sua última oportunidade!
Eu gosto dos jantares de Natal, para dizer a verdade, adoro! O meu foi ontem... Muito porreiro, só com as pessoas que trabalham na mesma sala: foi o jantar da 3.5! Fomos ao restaurante A Margem, onde ficamos conhecidos pela Mesa das Renas. :) Todos nós colocamos as nossas hastes alegremente e assim ficamos durante todo o jantar! Foi um jantar que, pelas pessoas e pela alegria que reinou na mesa, tão cedo não esquecerei! Teria mesmo sido um jantar perfeito se não fosse o animador!!!!

Já agora, não resisto: FELIZ NATAL!!!!

[Depois do jantar aconteceu uma coisa espantosa e quase única: bebi Vodca Limão. Um copo inteirinho e sozinha! E ainda consegui beber mais dois goles de outro! LOL :) Obrigada P.]

20 dezembro 2005

Riviera

"Riviera", 1991. Alguém se lembra desta telenovela francesa falada num inglês fanhoso? Eu, decididamente, não me lembrava… até hoje!
Tudo porque estive a organizar a minha capa de recordações, o blog da altura, cheia de recortes, dedicatórias, desenhos, conversas escritas durante as aulas e claro… informações sobre aquilo que vi na televisão. São coisas guardadas desde o início da adolescência até ao ano passado.
Mas voltando à “obra-prima” que dá o título a este post. Depois de me lembrar do nome, não descansei enquanto não encontrei informações sobre a soap opera da minha juventude. E a verdade, meus amigos, não podia ser mais triste: o único site com alguma informação útil foi este: http://www.imdb.com/title/tt0167704/ . Apesar de tão pouca variedade, descobri o porquê do nome “Riviera” constar de tal importante pasta. É que na adolescência, e repito, na adolescência, considerava o sr. Bradley Cole bastante atraente… Portanto conclusão óbvia: eu via uma porcaria de telenovela só porque gostava do actor principal.

Mas, confesso, a minha vergonha não fica por aqui. Também descobri anotações sobre uma novela mexicana porque achava o máximo o Juan del Diabo e, o que me dá um grande alívio, só porque era transmitida à hora do almoço.





As coisas que eu fazia quando era miúda!
(As coisas que eu faço hoje em dia são muito melhores! LOL)

18 dezembro 2005

Resoluções de ano novo

As resoluções de Ano Novo nunca parecem resultar comigo. Todos os anos decido fazer uma lista de coisas que quero fazer durante o ano seguinte, sempre em volta de melhorias pessoais e profissionais, mas a verdade é que o cumprimento da lista nunca dura mais do que 2 dias. Se calhar é porque, se eu quisesse mesmo cumprir todas aquelas acções, não precisava de ter um dia especial para começar, pois não? É quase como as dietas... "Para a semana vou começar a fazer dieta e ir ao ginásio. Desta vez, é mesmo para cumprir". Se é para cumprir, porque não começar hoje?
A verdade é que eu vou adiando as decisões, mesmo sabendo que o tempo passa e as reclamações mentais aumentam dia a dia. Quando quero mesmo uma coisa, não a adio, às vezes nem espero pelo timing ideal. Porque quero mesmo fazê-las, porque não consigo esperar mais para conseguir o que quero. E neste momento, quero é fazer uma lista de resoluções de Ano Novo, com a esperança que seja desta que eu as consigo cumprir uma a uma, durante todo o ano.

A minha primeira vez

Este é o primeiro blog que crio e hoje estou a escrever o meu primeiro post. É portanto a minha primeira vez nestas andanças! Be gentle with me!

Confesso que o primeiro nome que me veio à cabeça não foi este. Eu queria que se chamasse "NUKU", em honra à piada das bolachas japonesas com o mesmo nome: "Chegaram as novas bolachas Nuku". "Come NUKU!","Dá NUKU aos teus amigos!", "Leva NUKU para onde fores!","Eu só dou o melhor aos meus netos. Dou-lhes NUKU e eles adoram!" ...

Mas uma vez que não o pude colocar, pensei em "Contumaz". Um amigo disse-me que era um nome perfeito para mim. Infelizmente também não o pude utilizar, desta vez por ser o nome de um blog de um espanhol qualquer!

Nunca imaginei que fosse tão díficil escolher um nome decente! Até o 262 (quem me conhece sabe porque gosto tanto deste número) já estava ocupado!!!

Porquê Franquia? Segundo o Dicionário, franquia significa, entre outras coisas, franqueza; privilégio; imunidade; refúgio. Este blog acaba por significar um pouco de tudo isso: é um refúgio onde posso exprimir as minhas opiniões sobre o que me acontece e sobre o que vejo com franqueza, tendo o privilégio de ficar imune aos que os outros pensam sobre mim!

Bem, espero que gostem. Fico à espera dos vossos sempre SIMPÁTICOS comentários! :)