Faltam...

Daisypath Happy Birthday tickers

26 abril 2012

Miguel Araújo - Os Maridos Das Outras

Adoro e música e, principalmente, a letra. Ai a letra! Ai a letra! :)


Toda a gente sabe que os homens são brutos
Que deixam camas por fazer
E coisas por dizer
Muito pouco astutos, muito pouco astutos
Toda a gente sabe que os homens são brutos

Toda a gente sabe que os homens são feios
Deixam conversas por acabar
E roupa por apanhar
Vêm com rodeios, vêm com rodeios
Toda a gente sabe que os homens são feios

Mas os maridos das outras não,
Porque os maridos das outras são
O arquétipo da perfeição
O pináculo da criação
Dóceis criaturas
De outra espécie qualquer
Que servem para fazer felizes
As amigas da mulher
Tudo o que os homens não
Tudo o que os homens não
Tudo o que os homens não
Os maridos das outras são
Os maridos das outras são

Toda a gente sabe que os homens são lixo
Gostam de músicas que ninguém gosta
Nunca deixam a mesa posta
Abaixo de bicho, abaixo de bicho
Toda a gente sabe que os homens são lixo

Toda a gente sabe que os homens são animais
Que cheiram muito a vinho
E nunca sabem o caminho
Na na na na na, na na na na na
Toda a gente sabe que os homens são animais

Mas os maridos das outras não,
Porque os maridos das outras são
O arquétipo da perfeição
O pináculo da criação
Amáveis criaturas
De outra espécie qualquer
Que servem para fazer felizes
As amigas da mulher
E tudo o que os homens não
Tudo o que os homens não
Tudo o que os homens não
Os maridos das outras são
Os maridos das outras são
Os maridos das outras são
Os maridos das outras são



Music video by Miguel Araújo performing Os Maridos Das Outras. (P) 2012 The copyright in this audiovisual recording is owned by EMI Music Portugal, Lda sob licença exclusiva de Musicas do Mundo

24 abril 2012

A Libélula Presa no Âmbar

Terminei-o ontem. Simplesmente não consegui parar. Mesmo com a má tradução, devorei página após página, ávida e temerosa de chegar ao fim. Queria saber como acabava, mas ao mesmo tempo não queria que o livre terminasse.

Prefiro o século XIX - a história passa-se no século XVIII. Prefiro as normas inglesas - a narrativa
desenrola-se entre a Escócia e a França, contra a Inglaterra. E no entanto este livro prendeu-me a respiração mais do que uma vez, fez-me rir, fez-me chorar, até me fez praguejar!Não, decididamente não queria que o livro terminasse.

Foi mais fácil com o primeiro. O segundo estava ali mesmo à mão. Embora tivesse decidido esperar - afinal são 2000 páginas - e ler outros livros entretanto, eu sabia que "ele" estava ali, à minha espera, quieto no seu lugar da estante dos livros para ler. Não se vingou por ter estado tanto tempo entre os outros livros menos desejados, bem pelo contrário. Deu asas à minha imaginação, transportou-se para o meio da sua história e deixou-me bem presa ao herói.  E agora?
Ainda não há previsão para a edição do terceiro livro. Quanto tempo terei que esperar? Eu sei que posso encomendar o(s) livro(s) em inglês mas, tirando algumas excepções, gosto mais de os ler na minha língua, a minha imaginação voa mais alto.
Enquanto espero vou vendo este vídeo. Já procurei e não me parece que o filme exista mesmo, com muito pesar meu, mas mesmo assim este pedacinho é melhor que nada.


23 abril 2012

Mas porque é que eu não sei escrever assim?

- Volta a dormir, mo duinne. - A sua voz era branda, baixa e reconfortante, mas com um travo que me fez estender a mão para sentir lágrimas no seu rosto.
- O que foi, meu amor? - sussurrei. - Jamie, eu amo-te muito.
- Eu sei - disse ele, serenamente. - Eu sei, na verdade, minha querida. Deixa que te diga no teu sono o quanto te amo. Porque as palavras que te digo quando estás acordada são sempre as mesmas e não são suficientes. Enquanto dormes nos meus braços, posso dizer-te coisas que soariam tolas e loucas, mas os teus sonhos entenderão a verdade. Volta a dormir, mo duinne.
Virei a cabeça, o suficiente para que os meus lábios roçassem base da sua garganta, onde os seus batimentos cardíacos pulsavam devagar sob a pequena cicatriz triangular. Depois, repousei a cabeça sobre o peito e entreguei os meus sonhos nas suas mãos.

(A Libélula presa no Âmbar - Diana Gabaldon -  pág 1916 - 1.ª Edição Casa das Letras)

21 abril 2012

Final Countdown: LOVE SONGS

Esta tarde passou a contagem das 40 melhores (segundo a VH1) canções de amor.
Cançoes de "como acabou mal", "como estou apaixonado", "como estou apaixonado e não sei como te dizer", "como me sinto traído", "como te estou a trair", "como gosto que tu me ames", "como tenho saudades tuas", "como acabou mal e agora quero é vingar-me" e por aí fora.
Há uma canção de amor para cada situação. É só escolher... e cantar!

18 abril 2012

Adoro este refrão



It's you, it's you, it's all for you
Everything I do, I tell you all the time
Heaven is a place on earth with you
Tell me all the things you want to do
I heard that you like the bad girls
Honey, is that true?
It's better than I ever even knew
They say that the world was built for two
Only worth living if somebody is loving you
Baby, now you do